segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Janeiro|Primeiro Retiro do Ano

Que podemos dizer do inicio do ano? Comecei o ano em família. Junto de quem mais amo. Iniciei o ano com trabalho e a correr tudo dentro dos meus objetivos. Tivemos pouco tempo para passear porque a vida correu depressa demais. Mas depois da queixa da falta de aventura e rotina a mais nas nossas vidas, nada como um fim de semana numa aldeia preservada no norte, em Amarante.
Depois de várias horas perdidos porque o GPS é um falso nesta viagem (quem for para lá não confie no GPS mas sim nas gentes da zona) lá chegamos ao destino. 

Entre curvas, contracurvas e caminhos no monte (o caminho certo tem alcatrão e uma vista deslumbrante) chegamos à pequena aldeia de Canadelo. Onde pouca gente habita mas os que por lá estão falam bem alto o que faz com que pareça muita gente!

A casa onde fomos chama-se Casa do Engenho. Recebidos com um sorriso da parte da D. Maria Matos, entramos numa casa de pedra, já com cheiro a lenha da salamandra já acesa.
É uma casinha rústica, cheia de árvores à volta. 

A primeira coisa que reparei foi no "silêncio". Não há carros a passar (apenas ouvi dois no fim de semana inteiro); há imensos pássaros com imensos sons diferentes. 

O fim de semana esteve chuvoso mas ainda assim a paisagem falava por si só. Até o nevoeiro era lindo. Até as nuvens estavam brilhantes e cinzentas claras.
Descansamos tranquilamente. Namoramos todo o fim de semana ao som da chuva e do fogo a arder...

Que pode dizer de janeiro? Correu mesmo bem e acabou da melhor forma possível.

Sem comentários: